Esporte

Brasileirão 2018 tem maior média de público desde 87. Veja rankings dos clubes das Séries A, B e C

06 de dezembro de 2018

O Brasileirão de 2018 foi um sucesso nas arquibancadas. A edição da atual temporada da principal disputa do país teve uma média de 18.821 pagantes por partida, conquistando a maior marca do torneio desde 1987, que teve a média de 20.877.

A antiga melhor marca no período era a de 2007, com 17.471 pessoas por jogo. Confira abaixo a média de público do Campeonato Brasileiro desde 1987. Vale destacar que em 87 foram contabilizados apenas os públicos da Copa União, enquanto em 2000 foram considerados apenas o Módulo Azul e a fase final da Copa João Havelange.

Médias de público por ano do Brasileirão

Ano / Pessoas por jogo Ano / Pessoas por jogo Ano / Pessoas por jogo
1987 – 20.877 1998 – 13.487 2009 – 17.807
1988 – 13.811 1999 – 17.018 2010 – 14.839
1989 – 10.857 2000 – 11.546 2011 – 14.976
1990 – 11.600 2001 – 11.401 2012 – 12.983
1991 – 13.760 2002 – 12.866 2013 – 14.951
1992 – 16.814 2003 – 10.468 2014 – 16.556
1993 – 10.914 2004 – 7.556 2015 – 17.002
1994 – 10.222 2005 – 13.600 2016 – 15.200
1995 – 10.332 2006 – 12.300 2017 – 15.975
1996 – 10.913 2007 – 17.471 2018 – 18.821
1997 – 10.497 2008 – 16.992

Rankings por divisão

O Palmeiras foi o campeão em campo no Brasileiro, mas nas arquibancadas quem levou a melhor foi o Flamengo. O Rubro-Negro teve a maior média de público da Série A, com 47.139 pagantes por partida, seguido por São Paulo (34.320) e Palmeiras (32.356). Por outro lado, no quesito renda foi o Alviverde que sobrou, com uma arrecadação total de R$ 37,1 milhões na competição (R$ 1,9 milhão por jogo). Corinthians e Flamengo ficaram empatados tecnicamente no segundo lugar, com uma leve vantagem para o clube paulista (média de R$ 1,335 milhão a R$ 1,334 milhão).

Na Série B, além do título, a torcida do Fortaleza não deu chance aos adversários. O Tricolor do Pici foi líder na média de público, com 28,7 mil pagantes por jogo, mais que o triplo que o segundo colocado, CSA, com 9,4 mil por partida. A média de renda do Fortaleza também foi a maior, com R$ 414 mil por jogo. No ranking geral, o clube terminou na quinta colocação, ficando à frente de 16 times da Série A.