Entretenimento

Morre aos 66 anos Sergio Marchionne, ex-CEO da Fiat

25 de julho de 2018

Foto: Piero Cruciatti/AFP

Sergio Marchionne, ex-CEO da Fiat, morreu aos 66 anos, informou nesta quarta-feira (25) a companhia. O italiano estava internado em uma clínica de Zurique, na Suíça.

Marchionne deixou nos últimos dias o comando da FCA (conglomerado que inclui fabricantes como Fiat, Jeep, Ram, Dodge e Chrysler) e da Ferrari por motivos de saúde. O novo presidente da FCA é o britânico Mike Manley.

“Infelizmente, o que temíamos aconteceu. Sergio Marchionne, homem e amigo, morreu”, afirmou John Elkann, membro da FCA.

Troca no comando

A saída dele foi acelerada após Marchionne ter o estado de saúde bastante comprometido em decorrência de complicações médicas de uma cirurgia no ombro, realizada em junho.

Marchionne passou os últimos 14 anos no comando da companhia. Quando assumiu o posto, em 2004, o grupo se chamava apenas Fiat, sem as marcas americanas.

O executivo conseguiu organizar as finanças da Fiat e fazer a empresa lucrativa outra vez logo no ano seguinte, após perdas bilionárias em 2003.

Veja alguns feitos de Marchionne à frente da FCA:

G1