Opinião

Luciano Cartaxo e o Natal da dignidade e da esperança dos moradores do ‘Novo São José’, por Ivandro Oliveira

12 de dezembro de 2018

O jornalista Ivandro Oliveira, diretor de Conteúdo do Tá Área, comenta a entrega das novas habitações aos moradores do bairro São José, em João Pessoa, e destaca que a iniciativa da gestão do prefeito Luciano cartaxo não só pode ser traduzida como mais uma obra de pedra e cal, mas uma ação significativa e de carne e osso.

Confira:

Cartaxo e o Natal da dignidade e da esperança dos moradores do ‘Novo São José’

Por Ivandro Oliveira

 

Filho ou não de João Pessoa, a mais bela de todas as cidades brasileiras, conhece ou já ouviu falar no bairro São José, localidade marginalizada de todas as formas por autoridades, poder público e até pela sociedade. Em meio ao histórico tratamento discriminatório, eis que o prefeito Luciano Cartaxo resolve reduzir parte da dívida homérica com aqueles filhos de nossa amada terra, dando-lhes aquilo que é essencial para uma vida minimamente digna.

A entrega dos 336 apartamentos às famílias que passam a morar no Residencial Novo São José tem um significado todo especial. A obra esperada há décadas pelos moradores que eram obrigados a conviver em área de risco de alagamentos e inundações em suas casas nos períodos chuvosos vira a página da história, deixa para trás um passado de esquecimento e profundo descaso e inicia uma trajetória diferente, com luz, respeito e cidadania.

Casa, lar doce lar, “cafofo”. Todo mundo tem um para chamar de seu, não é? Infelizmente, não, e é isso que faz dessa iniciativa do prefeito Cartaxo algo singular. E só sabe o valor disso quem um dia não teve um lar para chamar de seu. Essa questão pode parecer banal a quem já tem estabelecido um lar próprio; seja a casa própria ou alugada. Mas a moradia, a propriedade, a habitação são problemas e questões tratadas historicamente em diversos âmbitos, do jurídico ao governamental, passando inclusive pela medicina.

Definitivamente, em um país abissalmente desigual, o direito de moradia é, basicamente, o direito de ter um lar, por menor que seja.

O prefeito Luciano não poderia escolher data tão emblemática que o período natalino, em que a luz da esperança enche mentes e corações de esperança na certeza de que dias melhores estão por vir. Ações como essa, prefeito Luciano, tenha a mais absoluta certeza de que não são apenas obras de pedra e cal, mas, sobretudo de carne e osso.

Assim como já foi feito no Timbó e também na Saturnino de Brito, agora chegou a vez do São José, o Novo São José, cujas 336 famílias passam a dizer em alto e bom som que não só foram contempladas com uma casa nova, mas um bairro novo.

E se a palavra amor resume em essência e verdade sentido dessa época, que, para os cristãos, é o nascimento do Cristo, que é o verbo encarnado e o Deus tornado homem, os agraciados com as novas habitações do bairro São José agora podem celebrar com alegria e entusiasmo o Natal da dignidade e da esperança.