Política

Advogada aciona órgãos de fiscalização e denuncia empresa de assessor que faturou quase R$ 1 milhão no governo Ricardo Coutinho

14 de setembro de 2018

Advogada Laura Berquó,quer apuração dos fatos denunciados.

Após formular uma denúncia e não ter nenhum retorno do Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB), a advogada Laura Berquó, ex-conselheira de Direitos Humanos da OAB, decidiu peticionar junto ao próprio órgão para cobrar providências e agilidade nas investigações em relação à denúncia de que um ex-assessor da Secretaria de Segurança Pública faturou, por meio de empresa individual, nada menos do que R$ 869 mil, informa Helder Moura, em seu blog.

Os documentos já estão em poder do MPPB e, segundo a publicação, a advogada está acionando, não apenas o Ministério Público da Paraíba, mas também o Tribunal de Contas do Estado (TCE), “para que haja uma investigação rigorosa desse escândalo, e, por fim, cobramos explicações da Secretaria de Segurança Pública, afinal os documentos sinalizam para algo realmente escandaloso”.

Laura também suspeita que o Ministério Público Federal poderá entrar nas investigações, caso seja comprovado que os parte dos recursos utilizados possam ter origem em verbas federais, oriundos de repasses da União para a área de Segurança Pública.

Conforme a publicação, a denúncia aponta que, somente em 2017, um assessor de gabinete da Secretaria Segurança Pública) recebeu, através de uma empresa de sua propriedade, nada menos do que R$ 869.324,35, por, supostamente, prestar serviços automotivos para o governo do Estado.

Na folha de pessoal relativa ao mês de junho de 2017, o servidor consta como lotado precisamente no gabinete da Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (nomeado desde 30 de maio de 2012). Francinaldo deixaria o cargo em fevereiro de 2018. E seria substituído na mesma vaga por sua filha Ana Gabriella Miguel de Alencar (em 22 de março de 2018). Dados do Sagres. (mais em https://goo.gl/GwP9by)

SHARE

0
0