Política

Ex-chefe de gabinete de FHC pode ser anunciado por Bolsonaro no Meio Ambiente

08 de novembro de 2018

Depois do anúncio, na quarta-feira, de que a coordenadora da bancada ruralista, Tereza Cristina, comandará oMinistério da Agricultura do presidente eleito Jair Bolsonaro,o nome do agrônomo Xico Graziano é o mais forte para a pasta do Meio Ambiente. Ex-chefe de gabinete de Fernando Henrique Cardoso, ele deixou o PSDB antes do primeiro turno, e declarou voto em Bolsonaro.

O nome tem respaldo da bancada ruralista, a quem o presidente eleito prometeu consultar antes da indicação. Ele já foi secretário de Meio Ambiente de São Paulo, e é visto com bons olhos também pela bancada ambientalista da Câmara.

Xico é defensor do agroambientalismo, conceito que une a produção agrícola e pecuária integrada ao cuidado com os recursos hídricos e florestais da propriedade rural. Bolsonaro já se manifestou a favor dessa definição e cogitou fundir os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente. Xico chegou a se manifestar favoravelmente à ideia. Quando perguntado se é ruralista ou ambientalista, ele costuma responder: “sou os dois”.

 

O Globo