Política

Ricardo corta barato dos deputados, diz que eleição na AL tem que passar por suas mãos e cobra respeito

08 de novembro de 2018

Os deputados Adriano Galdino e Buba Germano, ambos do PSB, até vinham bem nas articulações para a sucessão da Assembléia Legislativa, contudo não esperavam a reação refratária do governador Ricardo Coutinho (PSB), que demonstrou ser contrário que o processo seja deliberado apenas pelos parlamentares.  De acordo com o chefe do Poder Executivo Estadual, se o projeto político serviu para eleger os parlamentares é preciso que sejam respeitadas suas conduções.

O governador Ricardo Coutinho (PSB) cobrou respeito a deputados de sua base política e disse que o Poder Executivo não aceitará ser “tratorado” no processo de escolha da Presidência da Assembleia Legislativa da Paraíba.

“Comigo as coisas têm que ser por via dupla. Da mesma forma que respeito, eu exijo ser respeitado. Ninguém vai fazer nenhum tipo de processo tratorando o Poder Executivo que sempre foi muito leal e correto com a sua base”, destacou o socialista.

Para o gestor, ocorreram ‘absurdos regimentais’ na  votação de Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que põe fim à reeleição e antecipação da eleição para a Mesa Diretora da Casa. Ele afirmou o processo deve ser comandado pelas representações do governador eleito João Azevêdo (PSB).

“A unidade nos fez crescer e alguns, de alguma forma açodada, tentam quebrar esse processo. É preciso ter  unidade. Se tem algum nesse meio que não queira, paciência, o que posso fazer? Tem liberdade para tomar suas atitudes. Tem que respeitar um ao outro senão não dá certo e não pode contar comigo. Nesse sentido expresso um sentimento do governador João Azevedo que conversou comigo e explicitou exatamente isso”, destacou.

 

Com MaisPB